Qual antivírus você usa? Confira os melhores e piores antivírus do mercado

AV-Comparatives e AV-TEST testaram os principais antivírus entre janeiro e abril.

cadeado-seguranca

Qual antivírus você usa? Entre dezenas de opções, alguns gratuitos, outros muito bem pagos, pode ser difícil escolher um. Periodicamente, institutos independentes de segurança da informação testam a eficácia dos principais antivírus do mercado. AV-Comparatives e AV-TEST liberaram nos últimos dias os resultados dos testes realizados com malwares descobertos entre janeiro e abril.

AV-Comparatives

O AV-Comparatives testou 22 antivírus em uma máquina com Windows 7 de 64 bits e softwares totalmente atualizados, com todas as correções de segurança aplicadas. Para simular infecções do mundo real, os resultados são baseados em 410 testes, que contêm páginas com exploits funcionais e links apontando para malwares.

Os dois únicos antivírus que bloquearam 100% das ameaças foram o Avira Antivirus Pro e o Kaspersky Internet Security.

Os dois líderes do ano passado bateram na trave: Bitdefender Internet Security e Panda Free Antivirus conseguiram 99,8% de detecção, sendo que este último perdeu pontos por apontar uma ameaça que não existia.

av-comparatives-abr-2015

Outros antivírus conhecidos aparecem a partir da oitava posição: ESET Smart Security (99,3%), Avast Free Antivirus (99,0%, em 10º), F-Secure Internet Security (98,8%, em 13º), AVG Internet Security (97,5%, em 14º), McAfee Internet Security (96,1%, em 15º) e Baidu Antivirus (91,5%, em 18º). Os altos números de falsos positivos da F-Secure e McAfee chamaram a atenção: 32 e 12, respectivamente.

Entre todos, o pior foi a proteção nativa do Windows, que bloqueou apenas 84,6% das ameaças.

AV-TEST

O AV-TEST liberou resultados atualizados em março. O método é um pouco diferente: 27 antivírus foram testados em uma máquina com o recente Windows 8.1 de 64 bits. Além de avaliar a proteção contra malwares, o instituto verifica o impacto do antivírus no desempenho do computador e dá notas individuais para o quesito usabilidade: quanto maior for o número de interrupções por falsos positivos, menor a nota.

Desta vez, apenas três softwares alcançaram a pontuação máxima nos quesitos proteção e usabilidade: Avira Antivirus Pro, Bitdefender Internet Security e Kaspersky Internet Security. No entanto, o Avira conseguiu 5 (de 6 pontos) em desempenho, enquanto os outros dois alcançaram a nota máxima por não afetarem a velocidade do computador de maneira significativa.

av-test-mar-2015-def

Após a publicação desta notícia, o 360 AntiVirus foi removido da lista do AV-TEST. Três institutos de segurança (AV-Test, AV-Comparatives e Virus Bulletin) emitiram um comunicado em conjunto para afirmar que o software trapaceava nos testes. A versão disponibilizada para análise era diferente da que estava disponível para os usuários. O texto foi atualizado.

O 360 AntiVirus é desenvolvido pela chinesa Qihoo, empresa que também possui participação no antivírus PSafe.

Os softwares da chinesa Tencent (PC Manager) também foram removidos do AV-TEST. Segundo o instituto, “após investigações aprofundadas, determinadas otimizações foram identificadas em produtos Tencent que são claramente destinados a melhorar suas classificações nos testes de desempenho da AV-TEST.”

Outros antivírus conseguiram a nota máxima em proteção, mas falharam em desempenho ou usabilidade no AV-TEST. São eles: Avast Free AntiVirus, F-Secure Internet Security, Norton Internet Security e Trend Micro Internet Security. Entre os quatro, o Avast foi o pior em desempenho (4 pontos), enquanto o Trend Micro pecou em falsos positivos (5 pontos).

O Windows Defender, proteção nativa do Windows 8.1, foi considerado o antivírus de referência e ganhou nota zero em proteção, tendo detectado apenas 69% e 77% dos malwares recém-descobertos em janeiro e março, respectivamente, contra 97% da média da indústria. A solução da Microsoft se saiu pior que no ano passado: embora tenha alcançado os 6 pontos em usabilidade, ficou com apenas 3,5 em desempenho.

Publicado originalmente em 30 de abril. Atualizado em 6 de maio às 13h50 para remover o 360 AntiVirus da lista de softwares com nota máxima em proteção. Obrigado, Fabio Bertoli!

Fonte: tecnoblog.net

Deixe uma resposta